Pesquise no site

Pacientes crônicos renais que fazem tratamento de hemodiálise no Hospital Regional de Guarabira, que estavam preocupados com a possibilidade da interrupção do serviço, tiveram uma boa notícia nesta quarta-feira (11).
De acordo com o secretário executivo de Comunicação do Estado, Célio Alves, o chefe de gabinete da Secretaria de Estado da Saúde esteve reunido com a promotora Maria das Graças, da Saúde, que decidiu notificar a Nefruza, empresa responsável pelo serviço, a mantê-lo em funcionamento e garantindo dessa forma o tratamento a dezenas de pacientes da região polarizada por Guarabira.
O contrato com a empresa se encerra no próximo dia 14 de março e o proprietário, o médico Mário Fiúza, não tem mais interesse em renová-lo. O Estado fez um contrato emergencial com outra empresa especializada em hemodiálise, mas os equipamentos vem do exterior e não há tempo suficiente para a chegada e instalação até o término do contrato com a Nefruza.
Ainda segundo Célio, a Nefruza se negou a locar os seus equipamentos até a chegada dos novos, o que motivou a SES a acionar o Ministério Público com vistas a garantir o serviço, por se tratar de vidas humanas que estariam sendo ameaçadas em caso de interrupção, o que não vai ocorrer.
Nordeste1

3
0 Comentários

Postar um comentário