Pesquise no site

Durante uma fiscalização do MP-Procon nesta terça-feira (3), a situação mais grave, segundo a assessoria do órgão, foi detectada na farmácia Permanente, localizada no início da Avenida Epitácio Pessoa. Foram encontrados alimentos vencidos, principalmente destinados a bebês, produtos que deveriam ser descartados que ainda estavam no estoque e acondicionamento de medicamentos acima da temperatura padrão, que é de 30º. Todo esse material foi apreendido pela Vigilância Sanitária. Por causa dessas irregularidades, a farmácia foi interditada e o gerente detido para esclarecimentos. Em todos os estabelecimentos fiscalizados foram encontrados irregularidades.

O objetivo da ação foi verificar se os estabelecimentos estão cumprindo a recomendação expedida pelo MP-Procon, no dia 19 de fevereiro, alertando para a suspensão da comercialização de 19 medicamentos proibidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

De acordo com informações do MP-Procon, foram fiscalizadas cinco farmácias e três distribuidoras. Todas elas foram autuadas por alguma irregularidade, como ausência de extintor e sinalização de emergência, venda de produto sem registro, falta de farmacêutico no local ou descumprimento da Lei do Troco. Também foram apreendidos suplementos alimentares que estão com comercialização suspensa pela Ansiva por conterem substância proibida.

O diretor-geral do MP-Procon, Glauberto Bezerra, que também é promotor do Consumidor da Capital, informou que a ação faz parte do Programa de Prevenção a Acidentes de Consumo. “Nós estamos trabalhando para evitar sequelas na população. Vender produto proibido é crime”, disse o promotor,.
 Fiscalização nas farmácias da Epitácio Pessoa 
 MaisPB-Postado por BLOG DO CRISTIANO ALVES
3
0 Comentários

Postar um comentário