Pesquise no site

O motivo do veto seria uma possível traição. MDB é oposição e pode se aliar ao PT e formar um grande bloco. No entanto, alguns emedebistas podem deixar o partido ou se tornarem governistas.
O senador José Maranhão (MDB) foi vetado pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM) de ocupar qualquer cargo na Mesa Diretora. Além, dele, mais quatro emedebistas também estão na lista negra: Jader Barbalho (PA), Eduardo Braga (AM), Renan Calheiros (AL) e Fernando Bezerra (PE).
O recado foi dado à bancada pela ex-líder Simone Tebet (MDB-MS) na reunião desta segunda-feira (4). O MDB tem 13 senadores e cinco foram vetados.
Alguns emedebistas podem deixar a sigla, outros devem formar um bloco com o PT que possui seis senadores e formariam o maior grupo na Casa e teriam direito de fazer escolha para a Mesa e indicar lideres para comissões.
Davi Alcolumbre e Simone Tebet ameaçam formar, então, um grande bloco reunindo o equivalente à maioria absoluta dos senadores para "bater chapa". MDB e PT poderiam ser, assim, totalmente excluídos da distribuição de cargos.
É este o impasse que será discutido na reunião dos líderes do Senado. O medo de traições é geral. Até mesmo entre os cinco vetados por Alcolumbre, há nomes, que o grupo de Simone acredita que têm potencial, para se tornar governistas e entre eles figura o nome de José Maranhão.
3
0 Comentários

Postar um comentário