Pesquise no site

Presídio de Segurança Máxima PB1 foi alvo de explosão e fuga de 92 presos em outubro de 2018 — Foto: Walter Paparazzo/G1/Arquivo

Homem também é foragido do RN, suspeito de homicídio e ataques a bancos.
Um jovem de 21 anos, foragido do sistema penitenciário do estado do Rio Grande do Norte, foi preso no bairro do Alto Branco, em Campina Grande, na tarde desta terça-feira (12), em cumprimento a dois mandados de prisão. De acordo com a Polícia Civil, o preso é suspeito de envolvimento com homicídio, ataques a bancos e, ainda, de integrar a quadrilha que articulou a fuga em massa da Penitenciária de Segurança Máxima Romeu Gonçalves Abrantes, o PB1, em João Pessoa.

Ainda segundo a Polícia Civil, os mandados de prisão em desfavor do suspeito estão relacionados com um homicídio praticado em Campina Grande e ataques a bancos no Rio Grande do Norte. Ele foi alvo de uma operação desencadeada por policiais da Paraíba, em conjunto com policiais do Rio Grande do Norte, desde a última sexta-feira (8).

“Nosso objetivo era prender suspeitos de envolvimentos com estouros a banco nos dois estados. Hoje encontramos este homem escondido em um apartamento e, contra ele, há indícios de envolvimento com a quadrilha que articulou a fuga do PB1, em setembro do ano passado”, explicou o delegado responsável pela prisão, o titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Campina Grande (DRF-CG), Victor Melo.

Conforme o delegado, o homem está detido na Central de Polícia de Campina Grande, até a realização da audiência de custódia, prevista para acontecer na quarta-feira (13).

G1
3
0 Comentários

Postar um comentário