Pesquise no site


O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta manhã, que o Centro de Testes de Tecnologias de Dessalinização de água (CTTD), está pronto para a sua inauguração em Campina Grande-PB.
“Este é o primeiro passo para evoluirmos para outros no Nordeste”, informou o presidente em sua conta no Twitter.
O CTTD tem como objetivo testar, analisar e avaliar o desempenho de sistemas comercializáveis de dessalinização e purificação de águas salobras e salinas, aspirando oferecer o suporte tecnológico à expansão do acesso à água potável, dessalinizada e purificada, para combater a seca em regiões semiáridas brasileiras.
O Centro utilizará as infraestruturas laboratoriais do Insa (Instituto Nacional do Semiárido) e da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) por intermédio do Laboratório de Referência em Dessalinização (LABDES).
O Programa de dessalinização é mais uma das ações governamentais dos primeiros 100 dias do Governo Federal do presidente Jair Bolsorano.
Tecnologia de Israel
Há dois meses, o Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, o Astronauta Marcos Pontes, esteve em Israel, quando junto com uma comitiva de técnicos e pesquisadores, conheceu as tecnologias utilizadas pelos israelenses para atenderem a demanda de água potável.
Nesta viagem, o ministro pôde se aprofundar nas mais recentes inovações tecnológicas e na aplicação de infraestruturas de alta tecnologia na área de recursos hídricos.
Neste último domingo, os ministros de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes e o israelense Ofir Akunis, assinaram o novo Acordo de Cooperação em Ciência e Tecnologia entre os países, na presença do Presidente da República, Jair Bolsonaro, e do Primeiro-Ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em Israel.
Este acordo tem como objetivo, fortalecer a cooperação econômica entre os países por meio de aplicações tecnológicas avançadas. E na prática, já podemos contemplar o seu efeito positivo, ao observarmos que o Centro de Testes de Tecnologias de Dessalinização de água em Campina Grande está pronto para ser inaugurado.
A partir de agora, Israel e o Brasil conduzirão pesquisas científicas e tecnológicas em conjunto, com uma troca e o fornecimento de equipamentos que favorecerão estas pesquisas.
A começar no Nordeste, que será o primeiro a ser beneficiado pelo acordo das nações amigas, buscando soluções tecnológicas para que as populações do Semiárido Brasileiro possam conviver com as severas condições de vida impostas pela seca na região.
O acordo entre Brasil e Israel, era o esforço político necessário para que o Sertão Nordestino possa ser transformado em um Novo Israel, acreditando que o Sertão florescerá.
Valdelânio Benjamim – ManchetePB / Conexão Política
3
0 Comentários

Postar um comentário